Em uma série de tweets nesta sexta-feira (16), a conta conhecida como Bnatov Platon publicou, junto a um esboço dos registros da Binance Know-Your-Customer (KYC), que estaria “se aquecendo” para liberar dados hackeados.

Segundo uma matéria do Cointelegraph, mesmo sem dar prazo para o possível lançamento, o hacker incluiu registros de conversas do Telegram, inclusive com um usuário descrito como membro da equipe de atendimento ao cliente da Binance.



No início deste mês, veiculou a informação de que a Binance havia sido hackeada, mas a exchange, uma das maiores do mundo, negou qualquer comprometimento com seus dados de usuários, e disse que o suposto hackeamento era uma fraude. A acusação segue sendo investigada, enquanto a exchange não reconhece qualquer invasão.



No presente momento, nenhuma evidência foi fornecida indicando que quaisquer imagens KYC foram obtidas da Binance, já que essas imagens não contêm a marca d’água digital impressa pelo nosso sistema“, disse um comunicado divulgado em 7 de agosto.

A exchange também observou que todas as imagens parecem estar datadas de fevereiro de 2018, quando a Binance contratou um provedor de serviços KYC terceirizado para lidar com o grande volume de solicitações naquele momento.