O Dallas Mavericks se juntou aos rivais Sacramento Kings e se tornou o segundo time da NBA a aceitar Bitcoin como pagamento por ingressos e produtos do time.

Segundo uma postagem no site oficial do time nessa terça-feira (13), os Mavs utilizarão o provedor de serviços BitPay, o maior processador de pagamentos de Bitcoin do mundo, oferecendo aos fãs globais do Dallas Mavs uma experiência perfeita para comprar ingressos e mercadorias com a criptomoeda.

O Dallas Mavericks tem sido um defensor sincero do Bitcoin, abrindo oportunidades para a equipe, uma vez que começa a aceitar o Bitcoin para venda de ingressos e mercadorias“, disse Stephen Pair, CEO da BitPay.



Com os fãs em mente, a aceitação de formas adicionais de moeda torna os ingressos e mercadorias mais acessíveis em todos os lugares. “Queremos que nossos fãs que gostariam de pagar com Bitcoin tenham a oportunidade de fazê-lo. O BitPay permite que nossos fãs globais façam compras com facilidade com os Mavs”, comentou o proprietário do Dallas Mavericks, o bilionário investidor de tecnologia Mark Cuban, que já havia anunciado a intenção de tornar possível esse processo já no início do ano passado, seguindo os passos do Sacramento, que disponibiliza pagamentos em Bitcoin desde 2014.



Nessa segunda-feira (12), o Dallas Mavericks, oitava franquia mais valiosa da NBA segundo a revista Forbes, anunciou que a marca 5miles, site e aplicativo de compra, troca e venda, rescindiu o contrato de patrocínio que se estenderia até o final desta temporada (2019/2020) e tornou se a única sem subsídio da liga de basquete, conforme divulgação do site Torcedores.com.

A título de curiosidade, recentemente, Cuban também comentou que a criptomoeda Libra do Facebook é um grande erro e pode até ser perigoso. Este mês, ele também disse acreditar que o Bitcoin é fundamentalmente semelhante ao ouro na perspectiva de um investidor.