A empresa de investimentos Unick Academy (antiga Unick Forex), anunciou recentemente uma nova manutenção na plataforma, com a justificativa de realizar uma atualização para viabilizar a expansão das atividades, o que resultou no congelamento dos pedidos de pagamento, pontuações, bonificações e novos cadastros.

Como resultado, as queixas contra a empresa continuam aumentando. Segundo dados do Reclame Aqui, são mais de 5,1 mil reclamações, com índice de solução de 80,3%, o que fez a empresa anunciar também, de acordo com um vídeo postado no Facebook.



Segundo a publicação, após o término da manutenção (previsto para o dia 14), a prioridade será realizar o pagamento dos valores em atraso, no entanto, clientes que não estiverem satisfeitos podem cancelar o cadastro, mas ficarão com o CPF restrito, sem poder voltar no futuro.

“A pessoa que pedir o cancelamento hoje e tiver insatisfeita com todo esse desempenho nunca mais vai poder fazer o cadastro novamente no projeto Unick, seu CPF vai ter uma restrição e você nunca mais você vai poder participar se a empresa em tantos anos for a melhor do mundo”, informa o vídeo, que também afirma que a Unick é uma pirâmide que pretende ficar muito tempo no mercado.



A Unick vem levantando suspeitas de se tratar de uma pirâmide financeira, o que a empresa nega e também enfrenta problemas com a CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Em abril deste ano, foi alvo de um processo administrativo e, por duas vezes, já foi alertada para cessar suas atividades no solo brasileiro. A empresa e seus responsáveis terão que apresentar suas defesas até o dia 20 de agosto para a autarquia .

A CVM vem alertando investidores desde março do ano passado, informando que a Unick não integra o sistema de distribuição, conforme previsto no art. 15 da Lei 6.385/76 e que a empresa atua de forma irregular na captação de investidores por meio do site para realização de operações no mercado de valores mobiliários.