O Governo Metropolitano de Seul, capital da Coreia do Sul, estabelecerá seus primeiros serviços administrativos baseados em blockchain em novembro, de acordo com um relatório publicado na blockinpress coreana e conforme publicação do Coindesk.

Em uma conferência realizada em julho, com a participação de autoridades municipais e representantes do setor privado, foram discutidos detalhes específicos do lançamento, com cronogramas e metas estabelecidas, renovando a iniciativa que já havia sido anunciada no ano anterior.



Três prioridades foram definidas para conclusão até o prazo de novembro: O sistema de pontos blockchain da cidade será introduzido e os moradores de Seul receberão moedas S para o uso de serviços públicos. Eles serão capazes de resgatar esses pontos por recompensas. Os serviços que geram as moedas incluem o pagamento de impostos e a participação em pesquisas de opinião pública.

O sistema de pontos de Seul será integrado ao ZeroPay , uma rede habilitada por códigos QR patrocinada pela prefeitura, estabelecida em dezembro de 2018, que permite que os clientes paguem por produtos e serviços usando seus telefones, sem cobrar comissões de comerciantes.



Além da S-coin, um serviço blockchain para submeter qualificações sem documentos em papel também está na lista para conclusão até novembro, assim como o aprimoramento do Cartão de Cidadãos de Seul com blockchain para permitir a autenticação digital para o uso de serviços públicos.

Até o final do ano, Seul gostaria de ter seu programa de direitos dos trabalhadores a tempo parcial em funcionamento. Com o objetivo de melhorar a confiança e as relações entre pequenas empresas e trabalhadores a tempo parcial, o sistema baseado em blockchain permitirá que funcionários temporários e de meio período assinem contratos simples com os empregadores, acompanhem seus históricos de trabalho e mantenham cronogramas, além de ajudá-los a se inscreverem adequadamente nos quatro principais programas de seguro social do país.



Outros programas mencionados, mas não com prazos de conclusão de fim de ano, incluem cuidados de saúde inteligentes, gestão de donativos e verificação de certificados online.

Enquanto os serviços de blockchain serão controlados pela cidade, a operação será de responsabilidade de empresas privadas.

A implementação de uma estratégia blockchain em Seul não é recente, o atual prefeito, Park Won-soon, fez campanha com a promessa de implementar soluções relevantes para a cidade, e o Plano de Promoção Blockchain City Seoul foi anunciado em outubro passado.



Quando foi introduzido, 14 projetos administrativos de blockchain e uma data de conclusão de 2022 foram mencionados. Um total de 127,3 bilhões de won (US$ 105 milhões) deveria ser investido nos projetos, no entanto, houve muito pouco progresso real, com essa última reunião em julho sendo o primeiro sinal sólido de que algo está em andamento.