Segundo matéria do site newsweek, Uma das maiores bolsas de criptomoedas do mundo diz que iniciou uma investigação depois que um “indivíduo não identificado” ameaçou vazar um grande número de dados de seus clientes.



A Binance, que ocupa o primeiro lugar em volume negociado, disse em comunicado divulgado hoje que o indivíduo exigiu 300 bitcoins – o equivalente a mais de US $ 3 milhões – para suspender a publicação de 10 mil fotos mostrando dados do “KYC” da organização.

KYC, que significa Know Your Customer, são imagens obtidas pela troca para verificar as identidades de seus usuários. Esses dados podem incluir cartões de identificação, carteiras de motorista e exames de face.



A Binance disse que os arquivos parecem ter ligações a um lote de imagens anteriormente conhecidas, divulgado pela primeira vez em janeiro do ano passado. Na época, uma grande variedade de dados do KYC foi listada para venda na deepweb, possivelmente obtida durante uma violação de um fornecedor. Neste caso, a Binance diz que uma investigação está em andamento, mas os arquivos não possuem uma marca d’água digital.

“Gostaríamos de informá-lo que um indivíduo não identificado nos ameaçou, exigindo 300 BTC em troca da retenção de 10.000 fotos que tenham semelhança com os dados da Binance KYC”, disse a empresa em comunicado divulgado hoje à comunidade.