Para evitar as novas regras da Receita Federal, que passaram a valer a partir desta quinta-feira (1) no país, com relação à prestação de contas sobre operações com criptomoedas, definidas pela Instrução Normativa (IN) 1.899, a empresa brasileira de investimento em criptomoeda criada no início de 2018, Anubis Trade, comunicou sua mudança para as Bahamas, na quarta-feira (31).

Com o título de “Expansão Internacional”, o comunicado oficial informa que “a AnubisTrade passou a ter sede no exterior, mais precisamente na Comunidade das Bahamas (…) Visando sua expansão internacional, bem como um cenário regulatório mais favorável para as empresas de criptoativos”.

De acordo com informações do Cointelegraph, o fundador da empresa, Matheus Grijó, disse que a IN 1.899 é “autoritária demais e não respeita a privacidade dos usuários de criptomoedas“.

Ao optar por não manter sede no país, a Anubis não está sujeita a obrigatoriedade de reportar mensalmente à Receita Federal todas as movimentações de seus clientes, que continuam sujeitos à regulamentação, desde que os valores ultrapassem os R$ 30 mil, conforme explicado pelo Moeda Digital Brasil nesta quinta-feira (1º).

Ainda de acordo com a matéria, a empresa escolheu a colombiana Angela Peña Parra para economista-chefe, a fim de se aproximar ainda mais da comunidade latino-americana e ampliar os clientes neste mercado.