A Ripple, proprietária da criptomoeda em terceiro lugar no ranking (XRP), tem um foco especial nos mercados emergentes, como a América do Sul e, de acordo com uma publicação da cryptonewsz.com, deu um passo importante para expandir sua presença na região com o avanço de sua parceria com a Currency Bird, a primeira no Chile.

Com sede em Santiago, a Currency Bird é outra processadora de pagamentos, que se juntou à RippleNet , o serviço de processamento de pagamento baseado em DLT da blockchain. Tornou-se o primeiro processador chileno a fazê-lo e juntou-se a grandes empresas como MoneyGram, American Express, Standard Chartered Bank, etc., que já fazem parte da rede.

No anúncio oficial em seu site, a Currency Bird disse que a parceria com a RippleNet abrirá 50 novos destinos para o processamento de pagamentos e que trará “novas moedas, melhores preços e velocidades de transferência mais rápidas”, usando a tecnologia da Ripple. “Fazer parte dessa rede mundial apoia o trabalho que temos feito desde 2015, como empresa apoiada pela Corfo (agência do Governo do Chile, subordinada ao Ministério da Economia, Desenvolvimento e Turismo, encarregada de apoiar o empreendedorismo, a inovação e a competitividade no país), para oferecer aos nossos mais de 12 mil clientes com transferências internacionais simples, seguras, transparentes e de baixo custo”, comentou Teófilo de la Cerda, fundador e CEO da Currency Bird.

O anúncio oficial também revelou que a parceria foi finalizada no início deste ano. A parceria permite à Ripple aumentar ainda mais sua atuação na região, onde os pagamentos globais deverão aumentar exponencialmente nos próximos anos. O RippleNet oferece liquidez nas transações internacionais sob demanda, o que ajuda empresas como a Currency Bird a processar pagamentos a preços mais acessíveis.

A Ripple emergiu como um dos maiores processadores de pagamentos baseados em blockchain do mundo, com mais de 200 parceiros, a maioria bancos e outras instituições financeiras. Recentemente, sua parceira no Brasil, a BeeTech Global, tem feito maravilhas para empresas emergentes na região, reduzindo o tempo de processamento e reduzindo as taxas.